Postado por Fonológica em 28 de janeiro

Predictable App Português – comunicação ao seu alcance

Autoria do texto: Lilian Kotujansky Forte e Cecília Schapiro Bursztyn

     Poder se comunicar, esse é um dos maiores desejos de quem, porventura, perdeu ou não desenvolveu completamente essa habilidade.

     Felizmente, a área de Tecnologia Assistiva tem desenvolvido diferentes alternativas para auxiliar na comunicação de indivíduos impossibilitados de se comunicar através da fala.

     À área de desenvolvimento de aplicativos em português para Comunicação Ampliada e Alternativa (CAA) veio se somar o excelente aplicativo Predictable, que já existia em outras línguas.

     O premiado aplicativo Predictable, da empresa inglesa Therapy Box, é um completo e poderoso app de comunicação assistiva de saída de voz, projetado para atender usuários com dificuldades de comunicação, devido aos mais diversos transtornos neurológicos e físicos.

     Entre os diferenciais do Predictable estão a facilidade em aprender a usá-lo e a rapidez em se comunicar, já que o aplicativo tanto consegue prever palavras, como usar frases previamente armazenadas em um banco de dados.

     Predictable é um aplicativo idealizado para iPad, iPhone e iPod Touch.

app

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Recursos e configurações do Predictable:

  • Acesso: três modos de acesso – através do toque direto (modo convencional); por toque em qualquer lugar da tela; e por interruptor de acesso (o primeiro aplicativo para iPad acessível por interruptor);
  • Saída de voz: seleção entre algumas opções de voz, com ajustes de tom, ritmo e opções de fala (que podem seu úteis dependendo da situação);
  • Predição de palavras: seu recurso mais poderoso, que facilita e agiliza sobremaneira a comunicação – um sistema de autoaprendizagem, que consegue prever palavras à medida que as letras vão sendo digitadas na janela de mensagem (exibe até seis palavras previstas). Além de gerenciar erros de ortografia, consegue aprender novas palavras inseridas pelo usuário e o seu contexto de uso.  
  • Painel de escrita: no modo “toque direto” é possível optar pelo uso da escrita manual.
  • Frases: excelente - as frases podem ser previamente armazenadas em diversas categorias (ex.: ajuda, minha família, sentimentos, coisas que eu gosto, etc.) que podem ser editadas, ampliadas, associadas à imagens (tirar foto, galeria e biblioteca do Predictable), áudio (possibilidade de gravar voz) e multimídia. É possível, ainda, copiar e colar textos de dentro para fora do aplicativo e vice-versa.
  • Através da tecla de acesso “Usar”, o app pode ser integrado ao:
  1. E-mail: quando conectado à Internet, as mensagens criadas com o Predictable podem ser enviadas como e-mail diretamente do aplicativo;
  2. Integração às mídias sociais Facebook e Twitter: quando conectado à Internet, é possível postar no Facebook e no Twitter;
  3. Skype: recurso disponível para iPad e iPad Mini, o usuário tem a possibilidade de usar o Skype, via Predictable;
  4. Feeds de Notícias: navegar pelas últimas notícias dentro do Predictable.
  • Outros acessos através da tecla “Usar”:
  1. Histórico: acesso rápido às palavras ou frases mais recentes;
  2. iMessage e Imprimir.

     Apesar de ter sido desenvolvido para a comunicação assistiva, na terapia fonoaudiológica o aplicativo pode ser usado criativamente em outras necessidades terapêuticas: suporte a pacientes com Dislexia (detecta erros ortográficos e exibe a palavra correta na caixa de previsão de palavras), como apoio à Alfabetização, à Grafia e ao Desenvolvimento da Linguagem Oral (pode gravar a voz do paciente).

Avaliação: ★ ★ ★ ★ ★ Ótimo

Referências:

Site do Aplicativo Predictable: www.therapy-box.co.uk

Manual do usuário: http://www.therapy-box.co.uk/pa_portugues.aspx#DOWNLOADS

 

Atenção: Os documentos eletrônicos aqui publicados são propriedade intelectual de Lilian Kotujansky Forte e de Cecília Schapiro Bursztyn ou de outros contribuintes individuais para o site. Você pode se referir às informações e citações dos artigos deste site, desde que inclua as referências e o link que permitam ao leitor de seu artigo localizar a obra original aqui.

Postado por Fonológica em 3 de janeiro

Autoria do texto: Lilian Kotujansky Forte
kid-doing-school-work
     Assim como o Fonoaudiólogo auxilia pacientes com os mais diversos transtornos de Fala, trata também de outros tipos de dificuldades

     Se o seu filho tem dificuldade em ler e escrever, a terapia fonoaudiológica pode não parecer a resposta óbvia. Muitas pessoas pensam que a Fonoaudiologia se destina apenas às crianças que não conseguem pronunciar certos sons, que gaguejam ou que tem a “língua presa”.

     O Fonoaudiólogo realmente trabalha com estas questões. No entanto, ele também trata de muitos outros tipos de problemas, em áreas como: Linguagem Oral, Linguagem  Escrita e Audição.

     Como funciona a Terapia Fonoaudiológica

     Através de uma Avaliação, o Fonoaudiólogo diagnostica a dificuldade que o paciente apresenta e, assim, consegue determinar qual o tratamento mais adequado para o caso.

     O Fonoaudiólogo é qualificado para tratar as seguintes dificuldades:

  • Fala: Não falar claramente e/ou não conseguir articular alguns sons da fala.
  • Fluência: Dificuldades com a fluência na fala (interrupções e bloqueios), como a gagueira.
  • Voz: Alterações na qualidade da voz (timbre, intensidade, qualidade).
  • Funções Orofaciais: Dificuldades na mastigação, na deglutição, na respiração e na motricidade orofacial.
  • Linguagem Oral: Atrasos no desenvolvimento e dificuldades em compreender e/ou em se expressar oralmente.
  • Linguagem Escrita: Alterações na expressão e/ou na recepção da Linguagem Escrita (Dislexia e Dificuldades Escolares em leitura e/ou escrita).
  • Audição: Alterações do Processamento Auditivo e Deficiência Auditiva.

     Benefícios da Terapia Fonoaudiológica

     A terapia Fonoaudiológica pode ajudar as crianças a falarem mais claramente. Isto as faz se sentirem mais confiantes e menos frustradas ao conversarem com as outras pessoas. Crianças que apresentam dificuldades de linguagem podem se beneficiar socialmente, emocionalmente e academicamente da Terapia Fonoaudiológica.

     Para estudantes com problemas de leitura, como a Dislexia, a terapia fonoaudiológica pode ajudá-los a perceber e a discriminar os sons das palavras, por exemplo: a palavra bola pode ser isolada nos fonemas / b /, / o /, / l / e / a /. Esta habilidade pode ajudar a desenvolver a compreensão da leitura e encorajar o paciente a ter prazer em ler.

     A terapia Fonoaudiológica é especialmente benéfica quando iniciada precocemente. Um estudo verificou que 70% das crianças na Educação Infantil com dificuldades de fala que passaram por tratamento fonoaudiológico mostraram desenvolvimento em suas habilidades de Linguagem.

Atenção: Os documentos eletrônicos aqui publicados são propriedade intelectual de Lilian Kotujansky Forte e de Cecília Schapiro Bursztyn ou de outros contribuintes individuais para o site. Você pode se referir às informações e citações dos artigos deste site, desde que inclua as referências e o link que permitam ao leitor de seu artigo localizar a obra original aqui.

Imagem: My Cute Graphics

Postado por Fonológica em 27 de junho

Autoria do texto: Lilian Kotujansky Forte

www.fonologica.com.br/quem_somos.html

A competência em Leitura também pode ser desenvolvida através do trabalho com instruções escritas. Crianças que apresentam dificuldades em compreensão na leitura, principalmente as que leem de maneira impulsiva e desatenta, podem se beneficiar de atividades que apresentam instruções escritas.

As fichas apresentam desenhos na parte superior e instruções que demandam, além da competência em leitura, conceitos de percepção visuoespaciais, de lateralidade e de atenção. O leitor deverá realizar uma leitura atenta do enunciado que contém as instruções do que deve ser feito. A partir da correção da atividade a criança terá como revisar e avaliar o seu trabalho .

TRABALHO COM INSTRUÇÕES ESCRITAS1

Clique no link acima para abrir. Arquivo PDF

Este material foi adaptado do excelente site espanhol Orientación Andújar.

Atenção: Os documentos eletrônicos aqui publicados são propriedade intelectual de Lilian Kotujansky Forte e de Cecília Schapiro Bursztyn ou de outros contribuintes individuais para o site. Você pode se referir às informações e citações dos artigos deste site, desde que inclua as referências e o link que permitam ao leitor de seu artigo localizar a obra original aqui.

Postado por Fonológica em 20 de outubro

Atividades de Consciência Fonológica

 

ALITERAÇÃO

Autoria da atividade: Lilian Kotujansky Forte

www.fonologica.com.br/quem_somos.html

 

Captura de Tela 2013-10-20 às 22.00.31

Mais informações sobre Consciência Fonológica AQUI

Imagens: Openclipart

Atenção: Os documentos eletrônicos aqui publicados são propriedade intelectual de Lilian Kotujansky Forte e de Cecília Schapiro Bursztyn ou de outros contribuintes individuais para o site. Você pode se referir às informações e citações dos artigos deste site, desde que inclua as referências e o link que permitam ao leitor de seu artigo localizar a obra original aqui.

Postado por Fonológica em 28 de setembro

Atividades de Consciência Fonológica

 

RIMAS

Autoria da atividade: Lilian Kotujansky Forte

www.fonologica.com.br/quem_somos.html

Consciência Rimas

Mais informações sobre Consciência Fonológica AQUI

Atenção: Os documentos eletrônicos aqui publicados são propriedade intelectual de Lilian Kotujansky Forte e de Cecília Schapiro Bursztyn ou de outros contribuintes individuais para o site. Você pode se referir às informações e citações dos artigos deste site, desde que inclua as referências e o link que permitam ao leitor de seu artigo localizar a obra original aqui.

Postado por Fonológica em 7 de julho

Autoria do texto: Lilian Kotujansky Forte

www.fonologica.com.br/quem_somos.html

Nosso pensamento não opera de forma linear e sim como uma rede de imagens e de associações de ideias. A maneira tradicional de se fazer anotações, escrever e estudar, por sua própria natureza e estrutura, não favorece a criatividade e o fluxo de ideias.

Os mapas mentais são ferramentas gráficas que funcionam de forma análoga a nossa mente – o pensamento irradiante. A partir de uma ideia principal vão surgindo, irradiando e ramificando, outros temas, conceitos ou ideias secundárias.

Neste sentido, os mapas mentais proporcionam:

. Visualizar de maneira global cenários complexos;

. Fazer anotações;

. Esboçar um projeto;

. Expressar ideias complexas e difíceis de escrever;

. Ajudar na resolução de problemas e na tomada de decisões;

. Preparar uma apresentação em público;

. Estimular a memória devido a facilidade de consultar e de lembrar;

. Auxiliar nos estudos e na compreensão de textos;

. Gerar ideias para produções de textos;

. Inovar e modificar nossa maneira de ver e de pensar sobre as coisas;

. Agrupar grandes quantidades de informações em um esquema simples.

Como começar?

Ferramentas necessárias: uma folha de papel, lápis ou canetas coloridas e… um pouco de imaginação!

Coloque a ideia principal no centro da folha através de uma imagem e de uma palavra-chave.

Partindo desta ideia principal, desenhe ramos de cores diferentes com as palavras e as ideias mais importantes.

Faça linhas curvas e mais finas à medida que for se afastando do centro.

Deixo aqui um vídeo de Marco Carvalho sobre o assunto. Afinal uma imagem vale mais do que mil palavras!

Atenção: Os documentos eletrônicos aqui publicados são propriedade intelectual de Lilian Kotujansky Forte e de Cecília Schapiro Bursztyn ou de outros contribuintes individuais para o site. Você pode se referir às informações e citações dos artigos deste site, desde que inclua as referências e o link que permitam ao leitor de seu artigo localizar a obra original aqui.

Referências:

Curso básico de mapas mentales em: www.orientacionandujar.es/wp-content/uploads/2013/07/curso-básico-de-mapas-mentales.pdf

Vídeo em: www.youtube.com/watch?v=uCR6T1aGiK4

 

Postado por Fonológica em 19 de dezembro

Atividade para terapia – Diagrama

Objetivo: Estratégia para compreensão de texto – antes, durante e depois da leitura.

Autoria da atividade: Lilian Kotujansky Forte

www.fonologica.com.br/quem_somos.html

Clique na figura para abrir.

Para maiores informações sobre o assunto, leia o post “Estratégias e Habilidades de leitura” de outubro/2010

Atenção: Os documentos eletrônicos aqui publicados são propriedade intelectual de Lilian Kotujansky Forte e de Cecília Schapiro Bursztyn ou de outros contribuintes individuais para o site. Você pode se referir às informações e citações dos artigos deste site, desde que inclua as referências e o link que permitam ao leitor de seu artigo localizar a obra original aqui.

Postado por Fonológica em 30 de novembro

Atividade para terapia – Raciocínio Dedutivo

Objetivo: Leitura de charadas para o desenvolvimento da compreensão de texto e do raciocínio dedutivo.

Autoria da atividade: Lilian Kotujansky Forte

www.fonologica.com.br/quem_somos.html

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atenção: Os documentos eletrônicos aqui publicados são propriedade intelectual de Lilian Kotujansky Forte e de Cecília Schapiro Bursztyn ou de outros contribuintes individuais para o site. Você pode se referir às informações e citações dos artigos deste site, desde que inclua as referências e o link que permitam ao leitor de seu artigo localizar a obra original aqui.

 

Postado por Fonológica em 29 de outubro

Atividade para terapia – fonema /j/

Autoria do jogo: Lilian Kotujansky Forte

www.fonologica.com.br/quem_somos.html

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atenção: Os documentos eletrônicos aqui publicados são propriedade intelectual de Lilian Kotujansky Forte e de Cecília Schapiro Bursztyn ou de outros contribuintes individuais para o site. Você pode se referir às informações e citações dos artigos deste site, desde que inclua as referências e o link que permitam ao leitor de seu artigo localizar a obra original aqui.

 

Postado por Fonológica em 17 de agosto

Autoria do texto: Lilian Kotujansky Forte

www.fonologica.com.br/quem_somos.html

Todos sabemos a motivação que um programa de computador oferece em terapia.

Gostaria de sugerir um programa gratuito, desenvolvido pela empresa Inclusive Technology, chamado “Talking Faces”.

É um programa simples, destinado aos mais novos, que permite que o paciente grave a sua própria fala e depois a escute no rosto de um personagem.

O programa necessita de um computador PC, com sistema Windows 95 ou posterior.

Site da Inclusive Technology:  www.inclusive.co.uk/downloads

Atenção: Os documentos eletrônicos aqui publicados são propriedade intelectual de Lilian Kotujansky Forte e de Cecília Schapiro Bursztyn ou de outros contribuintes individuais para o site. Você pode se referir às informações e citações dos artigos deste site, desde que inclua as referências e o link que permitam ao leitor de seu artigo localizar a obra original aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...